Loja Sobrenatural


compre por telefone: (17) 98169-7056
E-mail: contato@lojaassombrada.com.br

CNPJ: 08.919.475/0001-98


Dogma e Ritual de Alta Magia

Autor: Éliphas Lévi
Dogma e Ritual de Alta Magia

O estudo desta obra leva-nos à conclusão de que a Magia é um ramo da Ciência dos antigos sábios, cujas chaves ficaram encerradas em misteriosos símbolos, que amedrontam os ignorantes e supersticiosos e iluminam a mente dos homens de boa vontade.

Produto Indisponível

Descrição

GERALMENTE, é a magia considerada uma prática supersticiosa, destinada à obtenção de interesses mesquinhos, ou à demonstração charlatanesca de supostos poderes, por parte de indivíduos inescrupulosos.

Palavras misteriosas, acompanhadas de gestos extravagantes; fumigações mescladas de odor exótico; sacrifício de animais, cujo sangue derramado sobre as brazas de fogareiros enegrecidos tolda o ambiente com sua fumaça lúgubre; sinais misteriosos traçados nas paredes, no chão, nas vestes dos praticantes, tal o que o vulgo considera magia.
Lexicólogos definiram-na como: "suposta arte de produzir efeitos, contra a ordem natural". "Esta suposta arte, à qual se atribuíam efeitos extraordinários e maravilhosos, como: submeter à sua vontade potências superiores, evocá-las e produzir assim aparições, encantamentos, fazer curas.repentinas etc., foi muito cedo introduzida na Grécia. Mas também corroída e corrompida pela superstição e pela charlatanice, difundiu-se em todas as idades e entre todos os povos incultos. Na Idade-Média queimavam-se vivos os suspeitos de magia; nos tempos atuais, não falta ainda, até nas classes elevadas da sociedade, quem ligue fé a esta absurda e pueril superstição."

Como vê o caro leitor, é sem apreço que se cçnsidera esta arte, da qual se ocupou Eliphas Lévi, vasando os seus profundos conhecimentos na obra magistral e clássica de ocultismo, denominada "Dogma e Ritual da Alta Magia".
Então,   existe   uma  baixa   magia?

Sim; aquela descrita no início destas ligeiras considerações, cujos praticantes, levados pela vaidade e o exibicionismo, têm prazer e interesse de demonstrar publicamente, com suas habilidades e faculdades psíquicas.
E a Alta Magia?

Esta é reservada aos estudiosos sérios e compenetrados de suas responsabili-dades morais; àqueles que anseiam por saber o porquê das coisas, desvendar o traço de união entre o homem e o Universo, entre o microcosmo e o ma-crocosmo.

Acaso pode o homem ser Deus? "Sim!, por participação", responde ousadamente o autor. Depois de analisar, de autopsiar a magia negra, denunciando as suas práticas, para alertar os menos cautelosos, a fim de evitar a sua queda no emaranhado de suas torpezas, mostra-nos Eliphas Levi o verdadeiro caminho da Luz, aquele que deve trilhar quem deseja exaltar o poder de sua vontade, colocando-a muito acima das correntes da fatalidade, portanto, vencendo o próprio destino.

Não queremos entrar nos detalhes desta obra, para não furtarmos ao leitor o sabor de extasiar-se com as esplêndidas revelações nela encontradas.

Todavia, é mister que, após a leitura do Dogma, que tem desapontado muitos curiosos pueris e entusiasmado os verdadeiros estudiosos, antes de entregar-se à prática, medite seriamente o leitor sobre o Capítulo VIII do Ritual, intitulado "Aviso Aos Imprudentes".

O estudo desta obra leva-nos à conclusão de que a Magia é um ramo da Ciência dos antigos sábios, cujas chaves ficaram encerradas em misteriosos símbolos, que amedrontam os ignorantes e supersticiosos e iluminam a mente pesquisadora e serena dos homens de boa vontade.

Sumário

ÍNDICE DAS MATÉRIAS DO 1.° VOLUME DOGMA
Discurso Preliminar — Das tendências religiosas, filosóficas e morais (dos nossos livros sobre a magia)  17
Introdução 49
CAP. I — O Recipiendãrio — Unidade do dogma — Qualidades exigidas ao adepto   71
CAP. II — As Colunas do Templo — Bases da doutrina — Os dois princípios — O agente e o paciente   82
CAP. III — O Triângulo de Salomão — Teologia universal do ternário — O Macrocosmo   90
CAP. IV — O Tetragrama — Virtude mágica do quaternário — Analogias e adaptações — Espíritos elementares da Cabala  98
CAP. V — O Pentagrama — O Microcosmo e o seu signo — Poder sobre os elementos e sobre os espíritos    108
CAP. VI — O Equilíbrio Mágico — Ação da vontade — Iniciativa e resistência — Amor sexual — O cheio e o vácuo  116
CAP. VII — A Espada flamejante — O "sanctum regnum" — Os sete anjos e os sete génios dos planetas — Virtude universal do setenário '  124
CAP. VIII — A Realização — Reprodução analógica das forças — Encarnação das ideias — Paralelismo — Antagonismo necessário  128
CAP. IX — A Iniciação — A lâmpada, o manto e o bastão mágico — Profecia e intuição — Segurança e estabilidade do iniciado no meio dos perigos — Exercício do poder mágico  135
CAP. X — A Cabala — Sepriiroth — Semhamphoras — Tarôs — Os caminhos e as portas, o Bereschit e a Mercavah, a Xiematria e a Temurah  138
CAP. XI -- A Cadeia Mágica — Correntes magnéticas — Segredos dos grandes segredos — Mesas falantes -  Manifestações fluídicas 147
CAP. XII — A Grande Obra — Magia hermética — Dogmas de Hermes — A Minerva Mundi — O grande e único Athanor — O suspenso  155
CAP. XIII — A Necromancia — Revelações do outro mundo — Segredos da morte e da vida — Evocações  160
CAP. XIV — As Transmutações — Licantropia — Possessões mútuas ou "embrionato" das almas — Baqueta de Circe — O elixir de Cagliostro 168
CAP. XV — A Magia Negra — Demonomania — Obsessões — Mistérios das doenças nervosas — Ursulinas de Loudun e religiosas de Louviers — Gaufredy e o padre Girard — O livro do senhor Eudes de Mirville 174
CAP. XVI — Os Enfeitiçamenlos — Forças perigosas — Poder de vida e de morte — Fatos e princípios — Remédios — Prática de Paracelso  176
CAP. XVII — A Astrologia — Conhecimentos dos homens conforme os signos da sua natividade — Frenologia — Quiromancia -Metoposcopia — Os planetas e as estrelas — Anos climatéricos — Predições pelas revoluções astrais   185
CAP. XVIII — Oí Filtros e as Sortes — Magia envenenadora — Pós e pactos dos feiticeiros — A "jettatura" de Nápoles — O mau olhado — As superstições — Os talismãs  192
CAP. XIX — A Pedra dos Filósofos — Elagabala — O que é esta pedra — Por que uma pedra — Singulares analogias 200
CAP. XX — A Medicina Universal — Prolongação da vida pelo ouro potável — Ressurreicionismo — Abolição da dor  204
CAP. XXI — A Adivinhação — Sonhos — Sonambulismo — Pressentimentos — Segunda vista — Instrumentos adivinhatórios — Alliette e as suas descobertas sobre o Ta.ro   208
CAP.  XXII — Resumo e Chave Geral das Quatro Ciências Ocultas - Cabala — Magia — Alquimia — Magnetismo ou Medicina oculta 213

ÍNDICE DAS  MATÉRIAS DO 2º VOLUME RITUAL
Introdução   221
CAP.  I — As Preparações — Disposições e princípios da operação mágica, preparações pessoais do operador    239
CAP. II — O Equilíbrio Mágico — Emprego alternativo das forças — Oposições necessárias na prática — Ataque e resistência simultâneos — A colher e a espada dos trabalhadores do Templo  247
CAP. III — O Triângulo dos Pentáculos — Emprego do ternário nas conjurações e nos sacrifícios mágicos — O triângulo das evocações e dos pentáculos — As combinações triangulares — O tridente mágico de Paracelso  254
CAP. IV — A Conjuração dos Quatro — Os elementos ocultos e o seu emprego — Modo de dominar e de escravizar os espíritos elementares e os génios malfeitores  262
CAP. V — O Pentagrama Flamejante — Uso e consagração do pentagrama   272
CAP. VI — O Médium e o Mediador — Aplicação da vontade — O médium natural e o mediador extra-natural 278
CAP. VII — O Seíenário dos Talismãs — Cerimónias, vestuários e perfumes próprios para os sete dias da semana — Confecção dos sete talismãs e consagração dos instrumentos mágicos 283
CAP.  VIII — Aviso aos Imprudentes — Precauções a tomar para realizar as grandes obras da ciência  295
CAP. IX — O Cerimonial dos Iniciados — Seu fim e seu espírito 299
CAP. X — A Chave do Ocultismo — Uso dos pentáculos — Os seus mistérios antigos e modernos — Chave das obscuridades bíblicas — Ezequiel e S. João   304
CAP. XI — A Tríplice Cadeia — Modo de formá-la    308
CAP. XII — A Grande Obra — Seus processos e segredos — Raimundo Lullo e Nicolau Flamel 312
CAP. XIII — A Necrornancia — Cerimonial para a ressurreição dos mortos  e  a necromancia  318
CAP. XIV — As Transmutações — Meios para mudar a natureza das coisas — O anel de Gyges — Palavras que operam as transmutações   329
CAP. XV — O "Sabbal" dos Feiticeiros — Ritos do "Sabbat" e das evocações particulares — O bode de Mendes e seii culto  -Aberração de Catarina de Médicis e de Gilles de Lavai, senhor de Raiz 336
CAP. XVI — Oí Enfeitiçarnentos e as Sortes — Suas cerimónias — Modo de  defender-se  deles  353
CAP. XVII — A Escritura das Estrelas — Adivinhação pelas estrelai — Planisfério de Gaffarel — Como se podem ler, no céu, os destinos dos impérios  360
CAP.  XVIII — Filtros e Magnetismo — Composição dos filtros - Modo de influir sobre os destinos — Remédios e- preservativos  372
CAP. XIX — O Magistério do Sol — Emprego da pedra filosofal — Como se deve conservá-la, dissolvê-la em parte e compô-la de novo 381
CAP. XX — A Taumaturga — Terapêutica — Insulflações quentes e frias — Passes com e sem contato — Imposições das mãos — Virtudes diversas da saliva — O óleo e o vinho — A incubação e a massagem  385
CAP. XXI — A Ciência dos Profetas — Cerimonial das operações adivínhatórias — A clavícula de Trithemo — O futuro provável da Europa e do mundo 392
CAP. XXII — O Livro de Hermes — Como toda esta ciência está contida no livro oculto de Hermes — Antiguidade deste livro — Trabalhos de Court de Gebelin, de Etteilla — Os "therafim" dos hebreus, conforme Gaffarel — A chave de Guilherme Postello — Um livro de Saint-Martin — A chave de Guilherme Postello aliança — Tarôs italianos e alemães — Tarôs chineses — Uma medalha do século XVI — Chave universal do Taro — A sua aplicação às figuras do Apocalipse — Os sete selos da Cabala cristã — Conclusão de toda a obra 402

SUPLEMENTO DO RITUAL
O "Nuclemeron" de Apolônio de Thyana 433
O "Nuctemeron" conforme  os  Hebreus 444
Da Magia dos Campos c- da Feitiçaria dos Pastores    449
Resposta a algumas questões e críticas I.  465

Informações Adicionais

Livro NOVO.

Formato 19 x 13 cm

Editora Pensamento, 19ª Edição, 2011

466 páginas

Formas de Pagamento

Cartão de Crédito:

Pague suas compras na data de vencimento da sua fatura do cartão de crédito. Aceitamos os cartões Amex e Visa. Toda a transação será efetuada pela administradora de cobranças F2b em um ambiente seguro e integrado, com a qualidade da Loja Sobrenatural.

Boleto Bancário:

Oferecemos boletos que poderão ser pagos em qualquer agência bancária, inclusive em Internet Banking. Gere a cobrança com os bancos: Bradesco, Santander, Unibanco, Banco do Brasil, Itaú ou Caixa. Imprima o documento e pague até a data de vencimento. Toda a transação será efetuada pela administradora de cobranças F2b em um ambiente seguro e integrado, com a qualidade da Loja Sobrenatural.

Depósito / DOC / Transferência:

Na opção por alguma dessas três formas, o pagamento é realizado automaticamente e, para confirmarmos o pagamento, você deverá enviar o número do comprovante de pagamento para o e-mail contato@lojaassombrada.com.br.

Prazo de Entrega

Até 3 dias úteis, após a aprovação da compra:

Para todo o território nacional quando a forma de entrega escolhida for o Sedex.

Até 5 dias úteis, após a aprovação da compra:

Para todo o território nacional quando a forma de entrega escolhida for a Carta Registrada.

5 a 10 dias úteis, após a aprovação da compra:

Para todo o território nacional quando a forma de entrega escolhida for o PAC (antiga Encomenda Normal).

Veja Também