Loja Sobrenatural


compre por telefone: (17) 98169-7056
E-mail: falecom@sobrenatural.org

CNPJ: 08.919.475/0001-98


A Linguagem Perdida do Simbolismo

Autor: Harold Bayley
A Linguagem Perdida do Simbolismo

Um estudo sobre a origem de certas letras, palavras, nomes, contos de fadas, folclores e mitologias.

Por: R$ 46,90

Compre com desconto

A Linguagem Perdida do Simbolismo + A Linguagem dos Símbolos
Compre Junto: R$ 126,80

Descrição

Símbolos e emblemas têm sido usados como marcas registradas, marcas d`água e com fins decorativos há muitos séculos. A origem de muitos desses símbolos está encoberta pelo segredo das seitas místicas medievais e por culturas muito mais antigas de todo o mundo.

Harold Bayley passou muitos anos reunindo esse imenso conhecimento de tantas e tão diferentes áreas fascinantes que tornaram este livro uma obra indispensável. Em alguns casos, as ilustrações são rudimentares, mas isso se deve ao fato de Bayley estar mostrando o estágio mais antigo dos símbolos ou ao fato de o artista que as recriou não ter sido muito hábil no seu ofício, embora as informações que o autor traz sejam insuperáveis.

Bayley conhece profundamente mitologia, folclore, textos religiosos e contos de fadas de todo o mundo, e mostra claramente de que modo e por que cada um desses símbolos foram usados. Como se isso não bastasse, ele tem uma habilidade surpreendente para se referir às histórias, mostrando como culturas diferentes usaram histórias semelhantes para condensar num único traço o mesmo tema. Às vezes ele não sabe explicar como essas culturas e histórias se interligaram, mas o modo como ele se reporta a cada história é brilhante.

Por tudo isso, A Linguagem Perdida do Simbolismo é um tesouro inestimável para pesquisadores quanto para aqueles que se interessam por histórias e religião.

Sumário

CAPÍTULO I INTRODUÇÃO
Emblemas-marcas comerciais da Idade Média — Os huguenotes e a fabricação de papel — As corporações de trabalhadores — A franco-maçonaria e o Gnosticismo — A estreita relação entre o simbolismo e a linguagem — A antiguidade dos topónimos 13-25

CAPÍTULO II A PARÁBOLA DO PEREGRINO
Os irmãos boémios — A espada do espírito — O elmo da salvação — O bordão da fé — A cinta da retidão — As asas da aspiração — Os óculos do Espírito Santo — O unicórnio — A Fleur-de-Lys — Lux lucet in tenebris — A candeia do Senhor — O "Ungido da Luz" -O escudo e o broquel invulneráveis — O golfinho — A servidão da ignorância — A liberdade da luz  26-38

CAPÍTULO III OS CAMINHOS DA ASCENSÃO
A escada da perfeição — A estrela polar — As montanhas deleitáveis — "Trabalho é oração" — A vela — A pomba — O renascimento — A antiguidade da ideia — A serpente da regeneração — O caminho da pureza — O cervo — O caminho da justiça — A balança —- O número oito — O caminho da caridade — O coração — O caminho da humildade — O asno — O caminho da esperança — A âncora - O caminho da labuta infatigável — O boi  39-57

CAPÍTULO IV O MILÉNIO
O globo e a cruz — O Messias — O comunismo de o romdnce dd rasd — A guerra dos camponeses — A "fraternidade evangélica cristã" — O cerco de Miinster — - "Pela abundância de paz e pela paz da sabedoria" — O emblema da retidão — A Renascença — O "precursor do alegre febo" — Os portais do céu — A íbis, ave da manhã — O babuíno, aclamador da aurora 58-71

CAPÍTULO v O ESPÍRITO DO BEM
O monoteísmo dos antigos — O tetragrammaton — O aleph-tau — Alfa e ômega — O compasso — A esfera — O escaravelho — A águia bicéfala — O pássaro-trovão — Os três círculos — A folha do trevo — O quadrifólio — O algarismo quatro — A suástica — Os nós de Salomão — O olho do céu — A sentinela — O hálito da pantera — O zunidor — A serpente má — O laço místico — A corrente de Júpiter — O colar do Espírito Santo — O ganso que botou o ovo de ouro — O "cordeiro tolo" - - O bom pastor — As vacas sagradas — Mel e leite — O balde de leite — Orfeu — Osíris — O touro sagrado — A Lua, "instrumento dos exércitos do alto" 72-103

CAPÍTULO VI AS HOSTES DO SENHOR
A noturna "hora em que Cristo bate à porta" — A lua despertadora — as estrelas — Thoth, o deus da lua — O rosto ameaçador da Lua — O ziguezague do esplendor — A luta entre a luz e a trevas — Merodach, "perturbador dos maus" — Indra, o senhor das estrelas — Ormuz — Apoio — Hórus — O falcão de ouro — A ursa maior, símbolo do que existe por si mesmo — O chifre do espírito —Jack, o matador de gigantes — A cruz ígnea e a reunião das tribos -- O sino despertador — O galo, "sineiro natural da noite" — O chantecler e o sol nascente 104-128

CAPÍTULO vil O REI SALOMÃO
A chama da vida — O sol espiritual - "Y", a grande unidade — A roda solar — Brahma — A superalma — A flor de chamas — O "33" mísrico — Mitra, a luz do Sol — A data de nascimento de Cristo — "O galo de abraxas" — Dionísio — Os "filhos do sol" — As cidades do sol — Salomão, um herói solar — O cântico dos cânticos — O carro do sol — A visão de Adonai — O templo de Salomão — O palácio do sol — A coluna dourada — As colunas gémeas — As três colunas — O prego — A pedra angular — O pregador  129-158

CAPÍTULO VIII A BELA SULAMITA
A noiva do rei Salomão — "A sabedoria" - - ísis — Os mistérios ou peças da paixão egípcios — A invocação de Osíris — A "irmãzinha" do Cântico dos cânticos — As qualidades incongruentes da sulamita — A "sabedoria", única porém múltipla — O Cântico nupcial da sabedoria — A virgem Sofia — Ishtar — Sua descida aos infernos — A descensão do Sol — Salomão, que foi um lavador de pratos — Cinderela — Cupido e Psique — Cinderela, "vestida como a luz" -A princesa na caverna — A "donzela de cabelos de ouro" — Sudolisu — Os nomes de Cinderela — "A bezerra da aurora" — Cinderela, a christina 159-182

CAPÍTULO IX CINDERELA
Magna Mater — A "Senhora do Grande Abismo" — A serpente boa e perfeita — A mãe-água — O simbolismo do azul — O simbolismo do negro — "O rosto fuliginoso" —A donzela da névoa — O Ancião dos Dias — O hino do manto de glória — A pérola de alto preço — Os mantos de Cinderela — Apoio, o rato — A gata borralheira — O sapato de cristal — O sal da sabedoria — A "princesa capote de madeira" 183-214

CAPÍTULO X A ESTRELA DO MAR
Ave Maria. — O dia da anunciação — A estrela do mar — O espelho da perfeição — A letra m — - "Mem", as águas — A fonte da sabedoria — A nascente da água verdadeira — O orvalho do Espírito Santo — A taça da salvação — O cálice da glória eterna — O deleitarei licor da sabedoria — O divino núcleo - "Bethel", a casa de Deus — A "saúde dos doentes" — O selo de Salomão — O portão do céu — As rodas de Santa Catarina — As chaves do céu — O diamante do dia — O ganso sagrado 215-245

CAPÍTULO XI UM OLHO, DOIS OLHOS E TRÊS OLHOS
As cinco virtudes — Os quatro filhos da sabedoria — Origem do algarismo oito — Os círculos gémeos — A fonte toda virgem — Um olho, dois olhos e três olhos — Simbolismo do rosto — Os arimaspianos de um só olho — Os grifos guardiões de ouro -Polifemo — Ulisses — Ishtar — Ester — A raiz de Jessé — Os sete rishis — Os filhos de Israel — O significado do nome "Cinderela" 246-263

CAPÍTULO XII O OLHO DO UNIVERSO
O olho da luz — O círculo perfeito — O e em Delfbs — A letra t — A letra d — A letra z — A letra x — Axie taure!— Hoch! hochl hoch!— O eleleu!grego e o alleluiafou hallelujah!semitas — Hurray!— Selah! - Viva!— Laus! — O nome John—Jove, Jehovah — Papai Noel — Appolo e "apple" — Op, o olho, hoop e hope, Europe — A letra p, originalmente um cajado de pastor — O símbolo de pá, o alimentador e pai de tudo — Pater, Júpiter e São Patrício — A margarida com olho de boi — O boi ou yak — lakchos, bacchus — O falcão-águia ou pássaro de fogo — O deus-sol perun — Bear e père— Brahma e o ganso — Bravo! — O ouriço — O ouriço do mar — O ouriço fruto — Liber ou baço e liberdade — O fro escandinavo — Fire, fair, phare e faraó — Fairies, peris, pixies e ferouers  264-292

CAPÍTULO XIII O PRESIDENTE DAS MONTANHAS
O touro criador — O besouro ou chofer — Heol, o deus-sol dos celtas - A letra r, também um cajado de pastor — O rho grego — A divindade radegost -- Pã, o deus dos pastores e presidente das montanhas — Pã, a origem de pen e ben — Pã denominado min — Min significando topo de colina — O simbolismo do miniver ou arminho — O irmin saxônico — Pã, provavelmente Tammuz — tamborins — tantas — pandeiros e tambores - - Tammuz e São Jorge — Tammuz e o rio Tamisa ou Thames — "a dança peluda" de Helston — A rosa de São Jorge — Pãezinhos quentes, ornados com a cruz — O simbolismo do carneiro e do bode — - "Eu sou a letra a" - A letra a, originalmente o signo de um pico de montanha — Alfa, aleph e elefante — Elephanta — O elefante branco — As palavras heat e hot — A espinha dorsal de Osíris — O ashera ou mastro de maio — O poderoso freixo — A espiga de trigo — O camelo — Monte Carmelo — A coluna de fogo — O laburno — A acácia — O espinheiro — A espora dourada — O cetro — O leão solar — O leão de Judá — O tridente — O pinguim ou grande auk
— Cristo, o flautista — As flautas de pã  293-336

Informações Adicionais

Livro NOVO.

Formato 23 x 16 cm

Editora Cultrix, 1ª Edição, 2005

336 páginas

Formas de Pagamento

Cartão de Crédito:

Pague suas compras na data de vencimento da sua fatura do cartão de crédito. Aceitamos os cartões Amex e Visa. Toda a transação será efetuada pela administradora de cobranças F2b em um ambiente seguro e integrado, com a qualidade da Loja Sobrenatural.

Boleto Bancário:

Oferecemos boletos que poderão ser pagos em qualquer agência bancária, inclusive em Internet Banking. Gere a cobrança com os bancos: Bradesco, Santander, Unibanco, Banco do Brasil, Itaú ou Caixa. Imprima o documento e pague até a data de vencimento. Toda a transação será efetuada pela administradora de cobranças F2b em um ambiente seguro e integrado, com a qualidade da Loja Sobrenatural.

Depósito / DOC / Transferência:

Na opção por alguma dessas três formas, o pagamento é realizado automaticamente e, para confirmarmos o pagamento, você deverá enviar o número do comprovante de pagamento para o e-mail vendas@lojasobrenatural.com.br ou um fax para o número (17) 98169-7056.

Prazo de Entrega

Até 3 dias úteis, após a aprovação da compra:

Para todo o território nacional quando a forma de entrega escolhida for o Sedex.

Até 5 dias úteis, após a aprovação da compra:

Para todo o território nacional quando a forma de entrega escolhida for a Carta Registrada.

5 a 10 dias úteis, após a aprovação da compra:

Para todo o território nacional quando a forma de entrega escolhida for o PAC (antiga Encomenda Normal).

Veja Também

Do país da luz Do país da luz Por: R$ 10,00
Thot - Nº 25 Thot - Nº 25 Por: R$ 10,00
O Enigma dos Vikings O Enigma dos Vikings Por: R$ 9,90